Cadastro

Horários dos Cultos

  • Seg a Sex: Oração - 7 a 8hs
  • Segunda: Núcleos Familiares
  • Quarta: Quarta da Benção - 20hs
  • Quinta: Desperta Débora - 15hs
  • Sexta: Seminário - 19h30m
  • Sábado: União Jovem - 19h
  • Domingo: EBD - 8h30m

Culto da Família - 18h 

 

Batista Ebenézer

A Avareza PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr Luis Antonio de Carvalho   
Qua, 07 de Dezembro de 2011 12:56

avareza

(Mateus 6: 24-33; Deuteronômio 28: 47-48).


Quebra-gelo: Você gostaria de ser rico? Por quê?

 

INTRODUÇÃO.

 

Podemos definir avareza como o desejo desmedido de acumular riquezas; é um desejo intenso de ter mais, uma fome excessiva de possuir, que nunca se satisfaz. Não é necessário que alguém tenha que ser rico para ser avarento; há pessoas que tem pouco, porém seu coração está cheio de avareza e cobiça.

 

COMENTÁRIOS.

 

  • O avarento é seduzido e enganado pelas riquezas deste mundo, sem perceber o quão passageiro é o desfrute destas coisas. Assim como o jovem rico. (Marcos 10: 17-31), o avarento não está disposto a renunciar a tudo para seguir a Cristo.

  • O avarento não tem real consciência do tempo desta vida (Salmos 90: 10), e da inutilidade de acumular riquezas neste mundo.

  • Quando entregamos nossa vida ao Senhor, tudo o que somos e temos passa a ser dEle. Nada é nosso. Vivemos tão somente para Ele. Esta entrega deve incluir nosso dinheiro e nossas posses. Agora, o Senhor é dono de tudo e nós, simples administradores de Seus bens.

  • Vença o cativeiro das doenças e enfermidades. (Isaías 53: 4-5; Provérbios 4: 20-23).

 

PERGUNTAS.

 

  1. O que você entende ao ler Isaías 1: 19?

  2. Você tem sido fiel ao Senhor nos dízimos e nas ofertas?

  3. Como vencer a avareza?

 

CONCLUSÃO E APLICAÇÃO.

 

Isaías 1: 19 diz: "Se quiserdes e obedecerdes, comereis o melhor desta terra". É vontade de Deus para nós que sejamos prósperos em todas as coisas, porém não é Sua vontade que sejamos escravos dos bens terrenos. Afinal, quando formos ao encontro de Jesus na vida eterna, nada levaremos dos bens terrenos. Deixemos a avareza e sejamos sábios administradores do Senhor, usando nossos bens generosamente para Sua obra, e acumulando tesouros no Céu, onde está a nossa esperança.